CANDIDATURAS ABERTAS

Aviso 22/2024

ESTÃO ABERTAS AS CANDIDATURAS NO ÂMBITO DO GAL PESCA SOTAVENTO ALGARVE.

03 de maio, 2024

VER +

GAL Sotavento do algarve recebe visita de congénere espanhola

30 de outubro, 2022

VER +

INAUGURAÇÃO DO PROJETO FARO STORY SPOT

26 de junho, 2022

VER +

INTERCÂMBIO DE BOAS PRÁTICAS COM GAL PESCA DE GALIZA

17 de fevereiro, 2022

VER +

Crescer pelo Mar – uma oferta formativa para os mais jovens

17 de fevereiro, 2022

VER +

inauguração das obras de reabilitação do cais de descarga do porto de pesca de olhão

15 de novembro, 2021

VER +

GAL Sotavento do algarve recebe visita de congénere espanhola

29 de outubro, 2021

VER +

"Mudar para Melhor”
a nova série de Fátima Lopes, patrocinada pelo Mar 2020

A série cuja primeira temporada de 6 episódios, é financiada pelo Programa Operacional Mar 2020, teve estreia no dia 19 de outubro. O primeiro episódio passa-se na ilha da Culatra e … acredite, vai mudar o rosto das profissões ligadas ao mar, o mindset dos empresários e as oportunidades de carreira dos jovens.

Veja aqui o primeiro episódio.

29 de outubro, 2021

GAE e GAL com novas
instalações abertas
ao público

31 de janeiro, 2021

O Gabinete de Apoio ao Empresário do Município de Olhão e o Gal Pesca Sotavento Algarve, mudou o seu espaço de atendimento para a Rua Miguel Bombarda N.º 1, frente ao edifício dos Paços do Concelho, disponibilizando ao público três balcões BMar.

 

Dadas as atuais circunstâncias, o atendimento presencial é feito por marcação, de segunda a sexta, das 09h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00, pelo que as marcações deverão ser efetuadas através do telefone 289 700 171, ou por correio eletrónico gae@cm-olhao.pt.

 

NEWSLETTER MAR2020

JANEIRO 2021

Mar 2020: uma aposta renovada na competitividade e resiliência do sector

 

Neste início do ano de 2021, em que se mantém, de forma até agravada, uma situação de pandemia que estamos a viver há já quase 1 ano, com consequências socio económicas avassaladoras, que a todos impõe enormes e crescentes desafios e, por conseguinte, traz novas necessidades de apoio público, a nossa palavra de reconhecimento vai para todos os profissionais do sector da pesca e da aquicultura, que têm feito do mesmo um dos mais resilientes da economia.

 

VER +

CANDIDATURAS ENCERRADAS

15.01.2021

De momento todas as candidaturas encontram-se encerradas.

FARNET

Gal Pesca Sotavento Algarve presente no 8º seminário transnacional da FARNET - "Zonas Costeiras Inteligentes: desenvolvimento e inovação nas comunidades piscatórias"

O GAL Pesca do Sotavento

participou no I Fórum Internacional Sócio-Económico das Pescas, a convite da Direção Regional das Pescas dos Açores, para apresentar a sua experiência. O evento decorreu na Ilha Terceira entre 22 e 23 de Março de 2019.

I Fórum Socioeconómico das Pescas dos Açores

- Suplemento Açoriano Oriental

 

DISPONÍVEL AQUI

GAL Pesca Sotavento Algarve

O GAL Pesca Sotavento Algarve é uma parceria constituída por entidades públicas e privadas do sotavento algarvio, cujo parceiro gestor é o Município de Olhão, com a finalidade de implementar a Estratégia de Desenvolvimento Local de Base Comunitária (EDLBC) Costeira, na região do Sotavento do Algarve.

O território de intervenção do GAL Pesca Sotavento Algarve engloba as zonas costeiras e ribeirinhas dos concelhos do Sotavento do Algarve e tem como objetivos estratégicos:

 

OBJECTIVO ESTRATÉGICO 1

Fomentar o emprego e a economia azul circular e sustentável.

 

OBJECTIVO ESTRATÉGICO 2

Descarbonizar a economia, promover as energias renováveis e autonomia energética, combater a poluição, proteger e restaurar os ecossistemas e promover a saúde e o bem-estar das populações costeiras e ribeirinhas.

 

OBJECTIVO ESTRATÉGICO 3

Apostar na Garantia da sustentabilidade e na segurança alimentar.

 

OBJECTIVO ESTRATÉGICO 4

Estimular o conhecimento científico, desenvolvimento tecnológico, inovação azul e incrementar a educação, a formação, a cultura e a literacia do oceano.

 

Entidades da Parceria

Município de Alcoutim

Município de Castro Marim

Município de Vila Real Santo António

Município de Tavira

Município de Olhão

Município de Faro

Município de Loulé

Docapesca

FOR-MAR – Centro de Formação Profissional das Pescas e do Mar

IPMA – Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I. P.

Universidade do Algarve

AAPF – Associação de Armadores e Pescadores da Fuseta

AMIC – Associação de Moradores da Ilha da Culatra

ANICP – Associação Nacional dos Industriais das Conservas de Peixe

APA – Associação Portuguesa de Aquacultores

APTAV – Associação de Armadores e Pescadores de Tavira

Associação de Mariscadores de Arrasto de Cintura da Baía de Monte Gordo

Associação de Pescadores da Pesca Artesanal da Baía de Monte Gordo

Associação de Pescadores Santo António de Arenilha

ANSN - Associação Nossa Senhora dos Navegantes

Odiana - Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana

CCMAR – Centro de Ciências do Mar do Algarve

Cooperativa de Viveiristas da Ria Formosa

OLHÃOPESCA – Organização de Produtores de Pesca do Algarve

QUARPESCA – Associação de Armadores e Pescadores de Quarteira

Terras de Sal, CRL

Área de intervenção

Municípios / Freguesias

Município de Alcoutim

União das Freguesias de Alcoutim e Pereiro

 

Município de Castro Marim

Altura

Azinhal

Castro Marim

Odeleite

 

Município de Vila Real Santo António

Vila Nova de Cacela

Vila Real de Santo António

Monte Gordo

 

Município de Tavira

União das Freguesias de Conceição
e Cabanas de Tavira

União das Freguesias de Luz de Tavira e Santo Estevão

União das Freguesias de Tavira
(Santa Maria e Santiago)

Santa Luzia

 

Município de Olhão

União das Freguesias de Moncarapacho e Fuzeta

Olhão

Pechão

Quelfes

 

Município de Faro

Montenegro

União das Freguesias de Faro (Sé e São Pedro)

 

Município de Loulé

Quarteira

Almancil

ESTRATÉGIA DLBC COSTEIRA
SOTAVENTO ALGARVE

OBJECTIVOS ESTRATÉGICOS

 

Os Objetivos Estratégicos da DLBC alinham com a “Prioridade 3 – Promoção do desenvolvimento de uma economia azul sustentável nas regiões costeiras, insulares e interiores e fomento do desenvolvimento das comunidades piscatórias e de aquicultura” e com o seu Objetivo Especifico, o qual é “Permitir o desenvolvimento de uma economia azul sustentável nas regiões costeiras, insulares e interiores e fomentar o desenvolvimento das comunidades piscatórias e de aquicultura”, e pretendem incidir sobre as “Fraquezas”, mitigando-as, aproveitando as “Forças” com vista a potenciar as “Oportunidades” com salvaguarda das “Ameaças”, concorrendo assim para um upgrade do território de intervenção.

Assim, tendo por finalidade contribuir para a concretização da VISÃO ESTRATÉGICA, a Parceria do Gal Pesca Sotavento do Algarve propõe a organização lógica da sua EDLBC alicerçada em torno dos seguintes Objetivos Estratégicos (OE), estruturantes do modelo de intervenção propostos e em cuja fundamentação se enunciam, em grande medida, os indicadores de realização e de resultados:

 

OBJECTIVO ESTRATÉGICO 1 - Fomentar o emprego e a economia azul circular e sustentável.

 

OBJECTIVO ESTRATÉGICO 2 - Descarbonizar a economia, promover as energias renováveis e autonomia energética, combater a poluição, proteger e restaurar os ecossistemas e promover a saúde e o bem-estar das populações costeiras e ribeirinhas.

 

OBJECTIVO ESTRATÉGICO 3 - Apostar na Garantia da sustentabilidade e na segurança alimentar.

 

OBJECTIVO ESTRATÉGICO 4 - Estimular o conhecimento científico, desenvolvimento tecnológico, inovação azul e incrementar a educação, a formação, a cultura e a literacia do oceano.

 

NOTA: Consulte a versão integral da EDL Sotavento Algarve aqui

 

VISÃO ESTRATÉGICA

 

O Parque Natural da Ria Formosa e a Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António são as marcas identitárias referenciais do Sotavento do Algarve e berço de recursos diversificados de elevado valor comercial. A preservação destas zonas húmidas é condição primordial para que as populações em geral e as comunidades piscatórias e da aquicultura, em particular, possam colher todos os benefícios dali gerados, incluindo os de uma economia azul sustentável, circular e inclusiva.

Num período de execução da Estratégia de Desenvolvimento Local (EDL) que se receia que seja marcado pelo imperativo de ameaças globais, que se não dominam, como as alterações climáticas, a perda de biodiversidade e integridade dos ecossistemas, as novas formas de poluição e a acidificação do oceano com impacto no MAR e RIO que integram o território de intervenção, a EDLBC do GAL Sotavento do Algarve deve participar, com o seu peso relativo, na procura de soluções, que sendo locais, contribuam para as mais abrangentes e globais, convergindo para a mitigação dessas mesmas ameaças.

O Mar e o Rio do Sotavento do Algarve, ainda que à escala regional, apresentam um enorme potencial para promover avanços no conhecimento científico, na sua experimentação e demonstração. A investigação científica permite identificar formas de proteger espécies e ecossistemas vulneráveis, de salvaguardar o património cultural, otimizar atividades económicas e induzir outras, funcionando como motor da inovação, que é fundamental para o desenvolvimento económico, criação e manutenção de emprego associado à economia azul.

A dimensão da segurança e prevenção, são determinantes para responder a ameaças, prevenindo e agindo em situações que coloquem em risco o ambiente marinho, as atividades económicas e a vida humana no mar e nas regiões ribeirinhas. A participação dos atores locais e a discussão em torno das dimensões socioeconómicas a que se quer dar resposta no âmbito da EDLBC também convergem para a necessidade de salvaguarda e melhoria de infraestruturas e património edificado.

Desta forma, a visão da EDLBC do Sotavento do Algarve, em alinhamento com a estratégia mais ampla vertida na Estratégia Nacional Para o Mar 2021-2030, visa promover uma economia azul sustentável no território de intervenção e fomentar o desenvolvimento das comunidades piscatórias e da aquicultura, assente num Mar e Rio saudáveis.

PROGRAMA OPERACIONAL MAR 2030

O Programa Mar 2030 tem como enquadramento programático a Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030 e a Estratégia Portugal 2030, em alinhamento com os objetivos estratégicos da União Europeia, com especial enfoque no Objetivo Estratégico «Uma Europa mais verde, hipocarbónica, em transição para uma economia com zero emissões líquidas de carbono, e resiliente, através da promoção de uma transição energética limpa e equitativa, de investimentos verdes e azuis, da economia circular, da atenuação das alterações climáticas e da adaptação às mesmas, da prevenção e gestão dos riscos e da mobilidade urbana sustentável» e no Objetivo Estratégico «Uma Europa mais próxima dos cidadãos, através do fomento do desenvolvimento sustentável e integrado de todos os tipos de territórios e das iniciativas locais».

Na prossecução da estratégia de intervenção do Programa Mar 2030 pretende fomentar-se a sustentabilidade da atividade da pesca e o restauro e conservação dos recursos biológicos aquáticos, dinamizando as atividades de aquicultura sustentáveis e da transformação e comercialização de produtos da pesca e da aquicultura, contribuindo, assim, para a segurança alimentar da União Europeia, e promover -se uma economia azul sustentável nas regiões costeiras bem como o reforço da governação internacional dos oceanos e a promoção de mares e oceanos seguros, protegidos, limpos e geridos de forma sustentável.

No âmbito do Programa Mar 2030 o GAL Pesca Sotavento Algarve insere-se na Prioridade 3 - Promoção do desenvolvimento de uma economia azul sustentável nas regiões costeiras, insulares e interiores e fomento do desenvolvimento das comunidades piscatórias e de aquicultura.

Os apoios previstos nesta prioridade do Mar 2030 têm como objetivo, através dos Grupos de Ação Local da Pesca, promover o desenvolvimento sustentável das comunidades da pesca e de aquicultura, através da execução das Estratégias de Desenvolvimento Local (EDL).

 

PARCERIA

ÁREA DE INTERVENÇÃO

ESTRATÉGIA DLBC

MAR 2030

SOBRE

AVISOS

LEGISLAÇÃO

CONTACTOS

NOTÍCIAS