inauguração das obras de reabilitação do cais de descarga do porto de pesca de olhão

No passado dia 10 de novembro, o presidente da Câmara Municipal, António Miguel Pina, marcou presença no Porto de Pesca de Olhão, onde, numa sessão presidida pela secretária de Estado das Pescas, Teresa Coelho, foram inauguradas as obras

de reabilitação do cais de descarga do Porto de Pesca.

 

A intervenção, cofinanciada pelo GAL Sotavento, através do programa operacional Mar 2020, representou um investimento

de cerca de 355 mil euros, e tem como resultado a melhoria das condições de operacionalidade e segurança de todos

os intervenientes da atividade de descarga de pescado, assim como a garantia de proteção à acostagem das embarcações de pesca.

 

GAL Sotavento do algarve recebe visita de congénere espanhola

O Grupo de Ação Local (GAL) Sotavento do Algarve, com sede no Município de Olhão, recebeu no dia 28 de Outubro a visita de representantes de um organismo congénere da Galiza, Espanha, tendo dado a conhecer as boas práticas aqui desenvolvidas. Os espanhóis, que foram recebidos pela vice-presidente do Município Elsa Parreira, pelo vereador João Evaristo e pela coordenadora do GAL Sotavento Rita Pestana, deixaram a cidade cubista agradados com as ‘descobertas’ que fizeram.

Os cinco elementos do Grupo de Ação Local do Setor Pesqueiro do Golfo Ártabro Sur visitaram as instalações do GAL do Sotavento, no Município de Olhão, seguindo depois para um passeio pela Ria Formosa, onde puderam conhecer vários projetos aqui desenvolvidos, como uma empresa marítimo-turística quer faz passeios na Ria.

Nuestros hermanos tiveram também oportunidade de conhecer uma armação de atum e as suas técnicas ancestrais e alguns dos projetos da Associação de Moradores da Ilha da Culatra, um dos parceiros do GAL Sotavento.

Na Ilha da Culatra, os membros do Grupo de Ação Local do Setor Pesqueiro do Golfo Ártabo Sur, perceberam como está a decorrer um projeto pioneiro de eficiência energética, que incluiu a candidatura para aquisição de uma embarcação comunitária a energia solar, que vai servir todos os viveiristas e mariscadores da comunidade. Nesse projeto, que visa a eficiência energética, será também possível instalar painéis solares nos apoios de pesca que fornecerão energia àqueles espaços e à estação de carregamento da embarcação, uma vez que é elétrica. No futuro, prevê-se que a energia produzida por aqueles painéis também ‘alimentem’ as habitações da ilha.

Estes e outros projetos, no valor de cerca de 3 milhões de euros, são apoiados pelo GAL Sotavento, através do programa Mar 2020.

 

"Mudar para Melhor”
a nova série de Fátima Lopes, patrocinada pelo Mar 2020

A série cuja primeira temporada de 6 episódios, é financiada pelo Programa Operacional Mar 2020, teve estreia no dia 19 de outubro. O primeiro episódio passa-se na ilha da Culatra e … acredite, vai mudar o rosto das profissões ligadas ao mar, o mindset dos empresários e as oportunidades de carreira dos jovens.

Veja aqui o primeiro episódio.

GAE e GAL com novas
instalações abertas
ao público

O Gabinete de Apoio ao Empresário do Município de Olhão e o Gal Pesca Sotavento Algarve, mudou o seu espaço de atendimento para a Rua Miguel Bombarda N.º 1, frente ao edifício dos Paços do Concelho, disponibilizando ao público três balcões BMar.

 

Dadas as atuais circunstâncias, o atendimento presencial é feito por marcação, de segunda a sexta, das 09h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00, pelo que as marcações deverão ser efetuadas através do telefone 289 700 171, ou por correio eletrónico gae@cm-olhao.pt.

 

NEWSLETTER MAR2020

JANEIRO 2021

Mar 2020: uma aposta renovada na competitividade e resiliência do sector

 

Neste início do ano de 2021, em que se mantém, de forma até agravada, uma situação de pandemia que estamos a viver há já quase 1 ano, com consequências socio económicas avassaladoras, que a todos impõe enormes e crescentes desafios e, por conseguinte, traz novas necessidades de apoio público, a nossa palavra de reconhecimento vai para todos os profissionais do sector da pesca e da aquicultura, que têm feito do mesmo um dos mais resilientes da economia.

 

VER +

CANDIDATURAS ENCERRADAS

15.01.2021

De momento todas as candidaturas encontram-se encerradas.

FARNET

Gal Pesca Sotavento Algarve presente no 8º seminário transnacional da FARNET - "Zonas Costeiras Inteligentes: desenvolvimento e inovação nas comunidades piscatórias"

O GAL Pesca do Sotavento

participou no I Fórum Internacional Sócio-Económico das Pescas, a convite da Direção Regional das Pescas dos Açores, para apresentar a sua experiência. O evento decorreu na Ilha Terceira entre 22 e 23 de Março de 2019.

I Fórum Socioeconómico das Pescas dos Açores

- Suplemento Açoriano Oriental

 

DISPONÍVEL AQUI

GAL Pesca Sotavento Algarve

O GAL Pesca Sotavento Algarve é uma parceria constituída por entidades públicas e privadas do sotavento algarvio, cujo parceiro gestor é o Município de Olhão, com a finalidade de implementar a Estratégia de Desenvolvimento Local de Base Comunitária (EDLBC) Costeira, na região do Sotavento do Algarve.

 

O território de intervenção do GAL Pesca Sotavento Algarve engloba as zonas costeiras e ribeirinhas dos concelhos do Sotavento do Algarve e tem como objetivos estratégicos:

 

Promover e valorizar a competitividade das atividades do cluster  Mar do Sotavento

 

Promover a empregabilidade da população do território de intervenção

 

Promover a sustentabilidade e valorização do património natural e cultural da Ria Formosa e do Estuário do Guadiana

Dinamizar a cooperação e animação do território

Entidades da Parceria

Município de Alcoutim

Município de Castro Marim

Município de Vila Real Santo António

Município de Tavira

Município de Olhão

Município de Faro

Município de Loulé

Docapesca

FOR-MAR – Centro de Formação Profissional das Pescas e do Mar

IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P.

IPMA – Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I. P.

Universidade do Algarve

AAPF – Associação de Armadores e Pescadores da Fuseta

AMIC – Associação de Moradores da Ilha da Culatra

ANICP – Associação Nacional dos Industriais das Conservas de Peixe

APA – Associação Portuguesa de Aquacultores

APTAV – Associação de Armadores e Pescadores de Tavira

Associação de Mariscadores de Arrasto de Cintura da Baía de Monte Gordo

Associação de Pescadores da Pesca Artesanal da Baía de Monte Gordo

Associação de Pescadores Santo António de Arenilha

Associação Nossa Senhora dos Navegantes

CCMAR – Centro de Ciências do Mar do Algarve

Cooperativa de Viveiristas da Ria Formosa

MARALGARVE – Plataforma do Mar

OLHÃOPESCA – Organização de Produtores de Pesca do Algarve

QUARPESCA – Associação de Armadores e Pescadores de Quarteira

Terras de Sal, CRL

Área de intervenção

Municípios / Freguesias

Município de Alcoutim

União das Freguesias de Alcoutim e Pereiro

 

Município de Castro Marim

Azinhal

Castro Marim

Odeleite

 

Município de Vila Real Santo António

Vila Nova de Cacela

Vila Real de Santo António

 

Município de Tavira

União das Freguesias de Conceição de Cabanas de Tavira

União das Freguesias de Luz de Tavira e Santo Estevão

União das Freguesias de Tavira (Santa Maria e Santiago

Santa Luzia

 

Município de Olhão

União das Freguesias de Moncarapacho e Fuzeta

Olhão

Pechão

Quelfes

 

Município de Faro

Montenegro

União das Freguesias de Faro (Sé e São Pedro)

 

Município de Loulé

Quarteira

Almancil

ESTRATÉGIA DLBC COSTEIRA
SOTAVENTO ALGARVE

Promover a incorporação de conhecimento científico e inovação nos processos de produção e nos produtos da pesca e aquicultura.

 

 

Objetivo Estratégico 2 - Promover a empregabilidade da população do território de intervenção

 

Objetivos Específicos

Qualificação de competências de acordo com as necessidades e oportunidades económicas e de emprego do Cluster do Mar do Sotavento;

Dinamização da criação de micro e pequenas empresas e de emprego.

 

 

Objetivo Estratégico 3 - Promover a sustentabilidade e valorização do património natural e cultural da Ria Formosa e do Estuário do Guadiana

 

Objetivos Específicos

Promover o ordenamento de recursos, de atividades e de comunidades piscatórias;

Promover a conservação da natureza e biodiversidade da Ria Formosa e do Estuário do Guadiana;

Promover a requalificação e revitalização da Ria Formosa e das margens e Estuário do Guadiana, melhorando as condições de fruição turística e de lazer;

Promover a recuperação e valorização de património cultural marítimo.

Visualise a estratégia DLBC Costeiro Sotavento Algarve aqui.

A EDLBC Costeira do Sotavento do Algarve identifica um conjunto de dimensões-problemas e de necessidades de intervenção que constituíram a base de trabalho para sinalizar os desafios que se colocam a este território e que combinam de forma objetiva prioridades de atuação que compreendem vertentes das seguintes esferas de atuação dos instrumentos de política:

(i) Competitividade da fileira da pesca e da aquicultura;

(ii) Conhecimento e competências;

(iii) Valorização de elementos de património natural e cultural marítimo.

A vocação específica da EDLBC Costeira do Sotavento do Algarve irá situar-se no apoio aos dinamismos de iniciativa de pequena escala que usam e transformam recursos endógenos do território, pelo que se propõe a organização lógica da EDLBC alicerçada em torno dos seguintes Objetivos Estratégicos (OE), estruturantes do modelo de intervenção proposto e em cuja fundamentação se enunciam, em grande medida, Objetivos Específicos e Resultados a atingir:

 

Objetivo Estratégico 1 - Promover a valorização competitiva das atividades do Cluster Mar do Sotavento

 

Objetivos Específicos

Melhorar a capacidade competitiva das infraestruturas e dos equipamentos de apoio à pesca artesanal;

Dinamizar a produção aquícola de qualidade, com diversificação das espécies;

Promover o aproveitamento de oportunidades de negócio (reconversão de atividades e novas áreas de negócio);

Promover a (re) organização dos circuitos de comercialização do pescado;

Organizar a valorização de mercado dos recursos de excelência da Ria Formosa;

PROGRAMA OPERACIONAL MAR 2020

 

O MAR 2020 tem por objetivo implementar em Portugal as medidas de apoio enquadradas no Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) sendo as suas Prioridades Estratégicas:

Promover a competitividade com base na inovação e no conhecimento.

Assegurar a sustentabilidade económica social e ambiental do sector da pesca e da aquicultura, contribuir para o bom estado ambiental do meio marinho e promover a Política Marítima Integrada.

Contribuir para o desenvolvimento das zonas costeiras, aumentar o emprego e a coesão territorial bem como aumentar a capacidade e qualificação dos profissionais do sector.

 

PRIORIDADE 4

AUMENTAR O EMPREGO E A COESÃO TERRITORIAL

Os apoios previstos nesta prioridade do MAR 2020 têm como objetivo, através dos Grupos de Ação Local da Pesca, promover o desenvolvimento local e a diversificação das economias das zonas pesqueiras e costeiras através do empreendedorismo, da promoção do emprego sustentável e com qualidade, da promoção da inovação social e criação de respostas a problemas de pobreza e de exclusão social.

PARCERIA

ÁREA DE INTERVENÇÃO

ESTRATÉGIA DLBC

MAR 2020

SOBRE

AVISOS

LEGISLAÇÃO

CONTACTOS

NOTÍCIAS